segunda-feira, 30 de novembro de 2009



Aldeia do concelho de Bragança, Rio de Onor subsiste ainda como aldeia comunitária. O que pressupõe uma partilha e entreajuda de todos os habitantes, nomeadamente na partilha dos fornos comunitários; de terrenos agrícolas comunitários, onde todos devem trabalhar e de um rebanho, pastoreado nos terrenos comunitários.
Rio de Onor distingue-se, ainda, por ser a única aldeia é atravessada a meio pela fronteira internacional entre Portugal e Espanha, sendo para efeitos oficiais a parte espanhola distinguida como Rihonor de Castilla, e sendo ambas as partes conhecidas pelos seus habitantes como "povo de acima" e "povo de abaixo", não se distinguindo assim de facto como dois povoados diferentes.
Na verdade, este povoado singular assume, para além de um regime de governo próprio, um dialecto próprio e quase extinto, derivado do Asturo-Leonês, à semelhança da Língua Mirandesa.

13 comentários:

  1. Obrigada pela partilha. Nunca estive em Rio de Onor e também não sabia o que contas.
    Muitos beijos.

    ResponderEliminar
  2. Em 1974 (há uns aninhos... ), António Campos realizou o filme-documentário "Rio de Onor", tratando desta mesma problemática que aqui abordas: uma comunidade de partilha, algo impensável nos tempos que correm e nos centros urbanos, mas de valor social inestimável.

    Beijos e óptima semana.

    ResponderEliminar
  3. Bom dia.
    Muito obrigado pela visita.
    Bjsssssssssssssssssss

    ResponderEliminar
  4. OBRIGADA PELA VISITA AO "CURTA" E AO SEU COMENTÁRIO;)
    Estou me encantando por aqui...
    Bjo!
    *bom lugar pra visitar e...voltar!!
    bjo!

    ResponderEliminar
  5. Gostei de saber isso... Não sabia e é sempre interessante descobrir este intercâmbio de culturas...
    Obrigada...
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  6. Aqui há uns anos andei por ali e escolhi ir a Gimonde (pela gastronomia) em detrimento de Rio de Honor.

    Esta agendada (sem data marcada) uma viagem a Sanábria e Rio de Honor é passagem (e paragem) obrigatória nessa "expedição".

    ResponderEliminar
  7. Gimonde é uma terra linda...


    um Minuto
    vamos caminhando sempre
    procurando sempre e...escrevendo sempre.

    Lindo Rio

    Um beijo

    ResponderEliminar
  8. Já lá estive umas três vezes e fiquei fascinada, tanto que espero voltar em breve para relembrar. Nasci em Bragança mas, de lá saí muito pequenita mas fiquei sempre com um fraquinho pelo Norte.
    Gostei deste curto regresso ás origens..
    Bjs

    ResponderEliminar
  9. • con la mirada atenta...

    Poética organización social. Envidiable.
    La zona es muy bonita. Estupendo castelo en Braganza.

    • beijos
    ____________________________
    CR & LMA

    ResponderEliminar
  10. Nunca tive a oportunidade de lá ir, mas sempre tive a ideia que seria uma aldeia que serviria de exemplo para muitos países neste mundo fora.

    ResponderEliminar
  11. Recordo com prazer uma ida minha lá.
    Vou ter que voltar.

    ResponderEliminar
  12. Muito bacana isso. Compartilhar é muito importante. Beijo

    ResponderEliminar
  13. Tão bem conheço estas paragens... um paraíso!
    No Inverno é fácil encontrar este rio coberto de gelo. Lindo!

    Cumprimentos,
    José Rui

    ResponderEliminar

um minuto
uma palavra
uma presença
obrigada