terça-feira, 1 de dezembro de 2009



olho daqui o rendilhado do teu corpo
adivinho os tremores geométricos
desenho palavras rasgadas
no espaço oculto em que me aninho

16 comentários:

  1. Deliciosamente qunte e aconchegante poema....beijos e um lindo dia..

    ResponderEliminar
  2. Bonita composición lineal.

    • beijos
    ____________________________
    CR & LMA

    ResponderEliminar
  3. Gostei da sensualidade....beijos.

    ResponderEliminar
  4. O corpo tratado como uma obra de arte.
    poucas palavras muita intensidade.
    perfeito.

    beijo e um bom dia

    ResponderEliminar
  5. o corpo trabalhado em palavras. o pazer de ler.

    beijo

    ResponderEliminar
  6. *
    aninhas
    nos rasgados rendilhados
    geométricos . . .
    ,
    conchinhas luzentes,
    deixo,
    ,
    *

    ResponderEliminar
  7. *
    aninhas o
    rasgado rendilhado geométrico,
    ,
    conchinhas luzentes, deixo,
    ,
    *

    ResponderEliminar
  8. um filigrana de emoções, belíssimo!

    Beijos!

    ResponderEliminar
  9. Olho e gosto do que vejo...
    Bjs

    ResponderEliminar
  10. As palavras certas, para uma descrição que empolga...

    ResponderEliminar
  11. no aninho do que vejo vou desenhando seu corpo pelas minhas mãos... bjs moça.

    ResponderEliminar
  12. Olhar... e deixar-se seduzir :)

    ResponderEliminar
  13. Boa imaxe, saber ollar e un luxo.

    :)

    Bicos

    ResponderEliminar
  14. Gosto desta imagem. Uma composição e ponto de vista diferentes mas que resultou bem.

    ResponderEliminar
  15. "tremores geométricos".....,sim.

    ps-obrigado pelas palavras que deixou.

    ResponderEliminar

um minuto
uma palavra
uma presença
obrigada