domingo, 12 de dezembro de 2010




solta essa cor que te aprisiona o coração
desfolha as pétalas das noites mal dormidas
nessa gota quente que se desprende do olhar turvo
esvazia a dor e a tormenta de ser diferente

mulher sofrida nas palavras caladas
amante adormecida nos pesadelos opacos
puta da vida, da vida que a esqueceu
filha do demónio...demónio de saia rasgada
mata a ilusão que teima em trepar paredes
sufoca a criança dos sonhos companheiros de insónias

na calçada deserta espera...
aborto no chão gélido
antecâmara da morte
..era tão bela aquela flor!
pedaço de luz roubada à lua
também ela já foi assim...

13 comentários:

  1. Mas ficará sempre alguma dor.....alguma dúvida...aquele medo de se magoar outra vez....
    Apesar da flor florir e a lua ser eterna....
    Uma maravilha....Adorei cada palavra e a foto perfeita....
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  2. Fiquei presa a este poema mas dói, dói muito ...sinto o desespero, a angústia,...por trás de cada palavra, essa dor pode ser compensada se pensar que as flores voltam a florir...
    Abracinho meu!

    ResponderEliminar
  3. Bela Fotografia...belas palavras...Espectacular....
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  4. E é uma cor que cativa o olhar.
    Adorei a fotografia. O controlo da profundidade de campo está perfeita.
    Parabéns.

    ResponderEliminar
  5. Se já não é difícil entender alguém assim,
    imagine por isso em versos....

    Estou encantado!

    Abraços!

    ResponderEliminar
  6. Quase posso dizer que me leste a alma...

    ResponderEliminar
  7. Interessante,fiquei meio confusa. Uma confusão boa e sentida.
    Beijokas mil.

    ResponderEliminar

  8. · Hermosas

    · un beijo

    CR & LMA
    ________________________________
    ·

    ResponderEliminar
  9. Adoro a foto, belas cores e dof. O poema é profundo, um sufoco, muito bem escrito. ;)

    ResponderEliminar
  10. Gosto muito de violetas.
    Acho a edição perfeita.
    Bjs

    ResponderEliminar
  11. A cor é cativante mas, a poesia essa é fabulosa!
    Bjs

    ResponderEliminar
  12. Os sonhos também murcham...
    Um prazer imenso navegar por estas palavras!

    Beijo :)

    ResponderEliminar
  13. poema dorido.

    foto belissima para amenizar.

    um beij

    ResponderEliminar

um minuto
uma palavra
uma presença
obrigada