domingo, 28 de novembro de 2010

























náufrago na fúria das tempestades
corpo de desalento no sopro das marés
dores fustigadas na alma dormente
grão de nada na areia espezinhada

dias que se sucedem na noite dos dias
noites que se apagam na escuridão do sentir

afoga-se o futuro...na incerteza dos passos!

NÃO.
não tragas até mim os despojos dos dias!
não caves a sepultura dos sonhos adiados
não negues à vida o renascer supremo!


(*por vezes a vida prega-nos partidas, para as quais não estamos preparados...apesar das marcas que isso nos deixa é aí que, muitas vezes, conseguimos crescer enquanto seres humanos.
Boa sorte nesta tua cruzada Ré...um beijo cheio de amizade)

28 comentários:

  1. Porque, apesar de toda essa dor, dos dias serem sempre noite pesado, devemos renascar e reencontrar na força das marés a nosa própria força....
    Lindo...
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  2. RENASCER É UM GRANDE DESAFIO...E ACEITÁ-LO UM DOM QUE NEM TODOS POSSUEM. É NECESSÁRIA MUITA CORAGEM E FORÇA DE VONTADE!!!

    QUE SE ERGAM OS NAUFRAGANTES!!!

    BOA FOTO

    BEIJO

    ResponderEliminar
  3. Renascer, sempre, para não naufragar de vez.

    Um beijo!

    PS: fotografia linda!

    ResponderEliminar
  4. Bela fotografia...belo texto...Espectacular....
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  5. Renascer sempre até o último suspiro, que será quando renasceremos para a luz. Lindas palavras que em harmonia com a foto, ficaram perfeitas!!!

    Beijos de passarinho!!!

    ResponderEliminar
  6. Unha fotografia ben fermosa, a cor da area e unha delicia e a composicion e o encuadre moi acertados.

    Un bico :)

    ResponderEliminar
  7. Há momentos da vida em que temos mesmo que renascer.

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  8. Bela foto!

    Renascer sempre! Mesmo que nos cheguem os despojos dos dias, nas fúrias das tempestades.

    Bjos

    ResponderEliminar
  9. Publicar e ver uma fotografia destas, num dia chuvoso como o de hoje, devia ser crime. :)
    Mas por outro lado, ela funciona como colírio para os olhos, nestes dias cinzentos.
    ;-)

    ResponderEliminar
  10. Akika FCP29.11.10

    Um futuro que partiu embrulhado numa onda de mar salgado. Beijo

    ResponderEliminar
  11. É um resto de dor, uma vigem...Nada se acaba, nem a belíssima poesia admirando junto de mim neste momento esta magnífica foto. Beijo

    ResponderEliminar
  12. obrigada pelas palavras bonitas
    Avó adora mimos sobre os netos...


    O Raul Fez Anos...
    o Raul é o meu neto mais velho...
    é o meu menino e vive comigo.
    Agora em nome do Raul

    O meu obrigada por tanto mimo...


    Beijos

    ResponderEliminar
  13. Apesar da dor que sentimos, temos que continuar a caminhada em busca da felicidade...grande beijo de bom dia.

    ResponderEliminar

  14. · La composición es perfecta y hermosa. Las palabras, sentimiento en estado puro.

    · un beijo

    CR & LMA
    ________________________________
    ·

    ResponderEliminar
  15. Nunca estamos preparados para as partidas da vida, e depois depende da nossa força ou fraqueza...
    Bjs

    ResponderEliminar
  16. Os percalços da vida servem exactamente para isso: oferta de perspectiva sobre o passado por forma a seguirmos em frente de cara lavada... há algo de verdadeiramente refescante na visão de futuro sem alforges cheios...

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  17. passei para deseja rum bom feriado.
    O tempo é escasso para escritas e leituras.
    Quando entregar a tese voltarei com mais empenho.

    ResponderEliminar
  18. Renascer SEMPRE...
    Beijo d'anjo

    ResponderEliminar
  19. a paisagem é muito suave, as palavras são mais duras.

    ResponderEliminar
  20. Gosto de ver as tuas fotos, pena não dizeres onde ficam :(

    Bjooo

    ResponderEliminar
  21. Adorei o teu poema.
    Muito bom.
    Beijos, querida amiga.

    ResponderEliminar
  22. Só lutando se pode vencer;
    Só a tenacidade nos mantém à tona;
    Não, nunca, à resignação.

    Eis umas notas a acrescentar ao incentivo tão brilhantemente editado.

    Bjs

    ResponderEliminar
  23. poema muito belo. e esperançoso

    gostei muito

    ResponderEliminar
  24. *
    é da dor
    que renascem as novas lutas,
    é dos despojos
    que se erguem novos hinos,
    é do presente que o futuro nascerá !
    ,
    combativas brisas,
    deixo,
    ,
    *

    ResponderEliminar
  25. Um belo poema e uma bonita imagem a acompanhá-lo...!
    Bom domingo!
    Beijinhos,
    AA

    ResponderEliminar
  26. Podemos renascer quando a dor não nos destrói completamente. Não é fácil, mas possível, se amarmos a vida tal como ela é.
    Enganos, frustações, desiluzões, são por vezes a maior escola para aprender a ser feliz.
    Bom resto do domingo que há pouco começou.

    ResponderEliminar
  27. um belo conjunto!

    parabéns.

    ResponderEliminar
  28. Lentamente levanto as asas do negro quase morte em que me afogava.
    E se as levanto é porque não posso deixar os amigos sem o meu abraço e beijo.
    Carlinha minha amiga, aquele azul é por demais o limpar das tempestades e mágoas.
    Beijo cheio de ternura com uma lágrimita a querer soltar-se.

    ResponderEliminar

um minuto
uma palavra
uma presença
obrigada