sábado, 8 de maio de 2010

















sei de um tempo em que a pele não era baça e eu era raio onde o sol brilhava.
sei de um tempo em que as pernas eram dança e eu era música para ti.
hoje o tempo roubou-me o espanto,
sou muleta destes dias que se arrastam, atrás de dias que já não sonho.

39 comentários:

  1. O sonho é a última coisa a desaparecer destas nossas curtas vidas...nunca te esqueças disso!



    bj bfs

    ResponderEliminar
  2. Não devemos nem podemos deixar de sonhar (:

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  3. falta-nos este sol!

    beijos

    ResponderEliminar
  4. é muito triste quando deixamos de sonhar,pois as pernas podem não andar, mas os sonhos sim esses devem de ser eternos
    beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Mas tudo muda e nada resta...
    Só preocupações que esgotam o pouco tempo que devia apreciar...
    Texto brilhante e foto maravilhosa...
    Obrigada pela visita
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  6. O tempo é sempre de sonho...o sonho não tem género nem idade...

    Olhando a foto faz-me lembrar que muitas vezes perdemos o sentido da vida e assumimos aquele posição existencial do "prakistamos"...

    beijinho e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  7. Mas não lhes roubaram o encanto, há naqueles sorrisos muita coisa que contar.

    ResponderEliminar
  8. As recordações podem destruir...

    ResponderEliminar
  9. Porque o tempo caminha sempre ao nosso lado... como uma sombra... somos de um tempo que o tempo quiser!!!

    ResponderEliminar
  10. Uma linda foto. Um dia, esperamos chegar lá. abraços,

    ResponderEliminar
  11. AMIGA

    Obrigada pelo carinho demonstrado no aniversário do meu marido.. Juntos caminhamos
    juntos sofremos
    juntos amamos.
    A vida é assim...
    Com amor vamos caminhando...

    Obrigada pelo carinho demonstrado

    ResponderEliminar
  12. Eu vibro com fotos assim e as outras são magníficas! Fico encantado sem exagero. O melhor blog que visito! Bj

    ResponderEliminar
  13. Bela fotografia e com essa verdade exposta só podemos comentar:
    - Contra factos não há argumentos....

    ResponderEliminar
  14. Adorei a foto. Belas expressões!!

    ResponderEliminar
  15. Canta sabiduria e experiencia acariciada polo sol...

    fermosa :)

    ResponderEliminar
  16. Um abençoado dia das mães cheio de paz e serenidade....beijos de carinho.fique com Deus e ótima semana.

    ResponderEliminar
  17. Mas ficam as recordações... a sabedoria...
    Boa foto!
    Beijos,
    AA

    ResponderEliminar
  18. Perfeito e muito bem ilustrado.
    Bjs

    ResponderEliminar
  19. Preciosa imaxe para a lembranza.
    saúdos

    ResponderEliminar
  20. Vim te deixar o meu carinho e lhe agradecer a visita.
    Gostei da frase embora meio triste.
    Parabéns.
    Beijokas

    ResponderEliminar
  21. ...Um dia seremos todos memórias!

    Beijinhos e desejos de uma semana produtiva e feliz!!

    ResponderEliminar
  22. LINDO O TEU POEMA...ACOMODAR-SE E SER MULETA...NÃO!!!ISSO É O PIOR QUE PODE ACONTECER...MAS A REALIDADE DOS NOSSOS VELHOS É MESMO ESSA...ENLUTAR-SE E SUSPIRAR...

    BEIJINHO

    ResponderEliminar

  23. ¿Son acaso tres nenúfares caídos del cielo tras una brillante vida?
    Creo que todavía brillan con todo su esplendor.

    beijos

    CR & LMA
    ________________________________

    ResponderEliminar
  24. Quando os olhos brilhavam e não estavam baços...
    Abracinho

    ResponderEliminar
  25. Gostei da foto. Memórias. Parabéns
    Boa semana

    ResponderEliminar
  26. Hoje são a imagem viva de memórias bem preenchidas.

    ResponderEliminar
  27. Essas pessoas que tem no início do seu blogue
    são as pessoas que eu mais admiro e respeito.
    Gosto das excelentes fotografias do seu blogue.
    Se quiser passar pelos meus terei muito gosto.
    Beijinho/Irene

    ResponderEliminar
  28. Mas a senhora que está no meio tem estilo.
    Perna cruzada. Com um olhar à "lá matador".
    Nem uma das ditas "tops models" faria melhor.

    ResponderEliminar
  29. Todos vamos perdendo o brilho e a força nas pernas...
    Mas convém fazer alguma força para resitir...
    Belas palavras, gostei imenso.
    Bom resto de semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  30. «Nunca desistas dos teus sonhos, porque se eles se forem, tu continuarás vivendo... mas terás deixado de existir.» (KHALIL GIBRAN)

    beijos
    AL

    ResponderEliminar
  31. um dia chegará a minha vez, espero estar preparada e aguentar. não sei...


    Nini

    ResponderEliminar
  32. O sonho comanda a vida por isso não pode desaparecer...
    Bjs

    ResponderEliminar
  33. Jamais seremos muletas, apenas pensamos que o somos. Somos absolutos e assim como as nossas lembranças povoam a mente de muitos, também somos povoados o tempo todo. Vim, gostei e se o permitires, ficarei.
    Amei teu cantinho!!!

    Um abraço bem gigante!!!

    ResponderEliminar
  34. *
    ainda sonham,
    com os filhos,
    com os netos,
    com a vida,
    que não tiveram . . .
    ,
    conchinhas,
    ,
    *

    ResponderEliminar
  35. Fantástica!
    Sempre enternecedor quando se "olha" desta maneira para os nossos velhos. Parabéns

    ResponderEliminar
  36. Esta fotografia faz-me lembrar tanto as pessoas sentadas à porta de casa na aldeia!! Caras curtidas pelo sol e pela vida, olhos cheios de recordações e de lembranças sobre a vida delas e de toda a gente da aldeia.

    ResponderEliminar
  37. Olha que coisa mais linda, esta fotografia...

    ResponderEliminar

um minuto
uma palavra
uma presença
obrigada