sexta-feira, 16 de outubro de 2009



como deus (re)crio-me. não sei ser deus. mas sei que do barro se molda a obra. areia. sereia de um mar longínquo. contos de noites mil.
como deus (re)invento-me. não sei ser deus. mas sei que da vontade nasce a vida. células. corpo de um desejo. deusa num minuto.

19 comentários:

  1. E como Deusa não podes dar uma mãozinha para eu hoje acertar no euromilhões? Prometo que te erguia um altar!

    ResponderEliminar
  2. Cuidado com a excesssiva exposição ao sol. È que num corpo escaldado foge a vontade, a vida não nasce e a deusa evapora-se.

    Beijinho e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  3. Uma imagem de Deus...

    ResponderEliminar
  4. Como unidades básicas da vida, multiplicamo-nos.
    Reinventamo-nos nas nossas diferenças comuns.
    Seremos belos ou desprezíveis, se o empenho assim nos marcar.
    Não sei ser Deus.
    Gostava de saber ser homem.
    E Deus? Saberá ser um simples, comum e feliz homem?

    Beijos

    ResponderEliminar
  5. Num amor nem sempre perfeito, mas desejado....
    Escrevendo suspiros na areia...
    Lindo...
    Gostei imenso.
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  6. Um minuto bem contado
    Uma palavra acertada
    Uma presença amiga
    Um Obrigada sincero.



    beijos

    ResponderEliminar
  7. O sonho é um primeiro passo na nossa vontade criadora...

    Um beijo,
    JRF

    P.S. - Mário Rodrigues, sim Ele sabe ser feliz ou infeliz com cada um de nós!...

    ResponderEliminar
  8. Como deusa que és, quero-te ofertar a minha simples reverência a este belíssimo blog poético. Bj

    ResponderEliminar
  9. Composição harmoniosa e visualmente muito apelativa.

    ResponderEliminar
  10. E como Deus...tens sempre razão ;)
    Tudo de bom.

    ResponderEliminar
  11. o "Alberto" sou eu :o) é o que faz fazer comentários sem óculos :))))

    ResponderEliminar
  12. E em um minuto amar...

    um beijo com carinho!

    ResponderEliminar
  13. Olá. Boa tarde
    O seu espaço continua de uma excelencia incrivel, refrescante e imensamente espaçoso à mente e ao olhar.
    Parabens.
    Bjs de amizade
    LUIS 14

    ResponderEliminar
  14. graças a deus...
    um beijinho
    :-)

    ResponderEliminar
  15. Eis que me es_barro nos moldes daquelas pernas!

    De quem são? Ainda não sei quem é você, deusa ou não.


    Observação: Este papel de fundo do blog ficou magnífico! Agora dá pra ler (os textos) e ver (as fotos) nitidamente. Só algumas palavras ainda seguem em branco, quase invisíveis...

    ResponderEliminar
  16. Um local a voltar, certamente.
    Recriar e reinventar as palavras...
    Um abraço
    Chris

    ResponderEliminar

um minuto
uma palavra
uma presença
obrigada