segunda-feira, 21 de setembro de 2009


o tempo fechou as portas. secou as veias para que a vida parasse nos muros caídos.
ruínas. dias passados. esquecidos na memória da dor. ramos vazios (nada). tronco que teima. que vence. que luta.
nos dias cinzentos a solidão não tem parceiro.
mas
ergue-se nas mãos de um outro tempo. um novo ciclo.
outono de mel em grãos de açucar.

20 comentários:

  1. O tempo é redondo, não pára, mesmo quando nos parece interrompido; é movido na perfeita sabedoria daquilo que nós mesmos sabemos, mas ignoramos. E ainda bem que assim é.
    Excelente escrita.
    Parabéns.

    ResponderEliminar
  2. Olá umminuto

    Vim fazer-te uma visita não convidada, a este teu local de brio. Achei os textos bonitos e sentidos, claros e concretos. Se me permites, apenas observei alguma dificuldade em lê-los, devido à bela fotografia que tens de fundo, mas que infelizmente não permite muito contraste. Esta é exclusivamente a minha opinião.

    Foi um prazer.

    ResponderEliminar
  3. A vida se manifesta sempre como pode.
    Cadinho RoCo

    ResponderEliminar
  4. OLA AMIGO, BELA FOTO COM UM LINDO TEXTO...
    UMA OPTIMA SEMANA!!!
    BEIJO DE AMIZADE,


    SUSY

    ResponderEliminar
  5. Escrevemos o que sentimos, porém nem todos saberão o que realmente queremos passar. E é exatamente esta a graça: escrever algo que dê margem a inúmeras interpretações, de acordo com sentimentos distintos de pessoas distintas.

    Isto é fascinante!

    Beijos

    ResponderEliminar
  6. O tempo fecha uma porta mas abre sempre outra, em ciclos constantemente renovados, desde que não desistamos dos nossos sonhos...

    São saberes, de mágoas feitos...

    Magnifica fotografia...

    ResponderEliminar
  7. Obrigado por sua visita em meu blog.
    Algumas fotos reproduzem um objeto ou local, outras reproduzem um sentimento, captado em um fragmento do universo visivel. Bela composição, enquadrando os galhos secos de uma árvore e as ruinas ao fundo. Belo sentimento passado pelo poema.
    Conheço um poema que diz: " Nos galhos secos de uma árvore qualquer, onde o Senhor fez brotar uma flor. Olhai, os lirios cresceram no campo, para nossa alegria."
    Bela trabalho. Belo Blog.
    Estou te adicionando em minha lista de blogs para acompanhar seu trabalho.

    ResponderEliminar
  8. E que esse tempo traga de volta o amor...beijos querida e uma bela semana pr ati

    ResponderEliminar
  9. excelente foto. ainda estou para descobrir como é que a colocas a servir de fundo...sou muito leiga nessas questões técnicas.



    ps: só um senão (crítica construtiva): por vezes tenho dificuldade em ler o texto com esse pano de fundo.

    ResponderEliminar
  10. Olá,
    quero agradecer a tua visita e simpático comentário.

    A foto está fantástica e o texto muito bem construído, lindo.

    Excelente espaço, obrigado pela partilha

    ResponderEliminar
  11. Nem mais. Gostei de te ler. Beijos.

    ResponderEliminar
  12. DEIXO UMBEIJO...

    OUTONO


    Estou a ver-te…
    Árvore de Outono…
    Porque estás nua?
    Porque deixaste fugir
    As tuas folhas…
    E os teus ramos…
    Ficaram secos e frios…
    Longos e nus…
    Porque deixas
    Porque sofres?
    Porque tem frio?

    Porque…
    É preciso renascer…
    É preciso sofrer…
    Para viveres novamente…

    E assim árvore nua…
    Vais voltar…
    Mais frondosa…
    Mais bonita…
    E…
    Vais estar outra vez…
    Pronta para a nova primavera…


    Lili Laranjo

    ResponderEliminar
  13. Obrigado pela visita

    Se desejas tanto a liberdade e a felicidade, não vês que ambas estão dentro de ti? Pensas que a tens e a terás. Age como se fossem tuas e serão.

    beijinhos

    ResponderEliminar
  14. maravilhosa foto!
    uma vida inteira... muitos minutos... muitos dias... muitas noites... uma solidão ao sabor do tempo abandonada.
    um beijo e obrigada pelas visitas.
    luísa

    ResponderEliminar
  15. A foto é deslumbrante!
    As palavras definem bem a tenacidade encarnada pela velha oliveira.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  16. Obrigado por sua visita em meu blog, você tem um blog muito lindo, com lindíssimas imagens e belos textos.
    Abraços

    ResponderEliminar
  17. Tiene garra dramática esta foto, con ese árbol en primer plano, imponiendo lo natural sobre cualquier otra consideración.
    Buena foto
    Un cordial saludo

    ResponderEliminar
  18. Levanta, sacode a poeira, e dá volta por cima!

    ResponderEliminar
  19. Belissima forma de escrever o círculo do tempo...
    Bela foto...belo fundo!

    Beijos

    Ana

    ResponderEliminar
  20. A imponência da árvore foi muito bem retratada.

    ResponderEliminar

um minuto
uma palavra
uma presença
obrigada